top of page

Segurança Cibernética em foco: Conheça o conceito de SOC.

Ao projetar a segurança de sua empresa, soluções centralizadas e práticas simplificadas devem ser suas principais prioridades. Por isso, manter um centro de operações de segurança (SOC) é tão importante. Ele centraliza os processos de segurança essenciais, para que sua organização tenha proteção abrangente e medidas de resposta à detecção de ameaças em tempo real.



Se você deseja proteger uma determinada rede, local, edifício ou equipe de pessoas, precisa entender o que é SOC, como funciona e quais são seus benefícios, na prática.

Um SOC completo oferece inteligência inigualável para sua estratégia de TI.

Conheça o conceito, as vantagens e a importância do SOC.


O que é SOC?


Um centro de operações de segurança (SOC) atua como um hub para as operações de segurança de uma empresa.

Um SOC é um local onde os profissionais de segurança da informação usam tecnologias para construir e manter a arquitetura de segurança que monitora, detecta, analisa e responde a incidentes de segurança cibernética, normalmente 24 horas por dia.

Ao usar uma combinação complexa das ferramentas e pessoas certas para monitorar e gerenciar toda a rede, um SOC de alto funcionamento irá trazer várias vantagens para a companhia:

  • Fornecer vigilância proativa e ininterrupta de redes, hardware e software para detecção de ameaças e violações e resposta a incidentes.

  • Oferecer experiência em todas as ferramentas que sua organização usa, incluindo fornecedores terceirizados, para garantir que eles possam resolver facilmente os problemas de segurança.

  • Instalar, atualizar e solucionar problemas de software aplicativo.

  • Monitorar e gerenciar sistemas de firewall.

  • Verificar e corrigir soluções de antivírus, malware e ransomware.

  • Gerenciar o tráfego de e-mail, voz e vídeo.

  • Ajudar com gerenciamento de patches e lista de permissões.

  • Fornecer uma análise profunda dos dados de log de segurança de várias fontes.

  • Analisar, investigar e documentar as tendências de segurança.

  • Investigar violações de segurança para entender a causa raiz dos ataques e evitar violações futuras.

  • Aplicar políticas e procedimentos de segurança.

  • Fornecer backup, armazenamento e recuperação de dados.


No entanto, o SOC faz mais do que apenas lidar com os problemas à medida que surgem.


Quando não está detectando ameaças, o SOC tem a tarefa de encontrar pontos fracos — internos e externos — por meio de análises contínuas de vulnerabilidades de software e hardware, além de coletar ativamente inteligência de ameaças sobre riscos conhecidos.

Portanto, mesmo quando aparentemente não existem ameaças ativas, a equipe do SOC trabalha proativamente buscando maneiras de melhorar a segurança. A avaliação de vulnerabilidade inclui tentar ativamente hackear seu próprio sistema para encontrar pontos fracos, conhecido como teste de penetração.

Além disso, uma função essencial do pessoal do SOC é a análise de segurança. Os profissionais devem garantir que a organização esteja usando as ferramentas de proteção corretas de maneira ideal, confirmando o que está e o que não está funcionando.


Como funciona o SOC?


A equipe de SOC, composta por analistas e engenheiros de segurança, supervisiona todas as atividades em servidores, bancos de dados, redes, aplicativos, dispositivos de endpoint, sites e outros sistemas para identificar possíveis ameaças à segurança e impedi-las o mais rápido possível.

Além disso, os profissionais de SOC também monitoram fontes externas relevantes (como listas de ameaças) que podem afetar a postura de segurança da organização.

Além de identificar ameaças, um SOC deve analisá-las, investigar a origem, relatar quaisquer vulnerabilidades descobertas e planejar como evitar ocorrências semelhantes no futuro.

Na prática, os profissionais de SOC estão lidando com problemas de segurança em tempo real, enquanto buscam continuamente maneiras de melhorar o nível de proteção da companhia.


Níveis de um SOC


A maioria dos SOCs adota uma abordagem hierárquica para gerenciar problemas de segurança. Nela, analistas e engenheiros são categorizados com base em seu conjunto de habilidades e experiência. Geralmente, a equipe de SOC é estruturada em quatro níveis:

Nível 1

É a linha de resposta a incidentes. Nela, os profissionais de segurança observam os alertas e determinam a urgência de cada um, definindo quando movê-lo para o nível 2. O pessoal do nível 1 também pode gerenciar ferramentas de segurança e gerar relatórios regulares.

Nível 2

conta com uma equipe com mais experiência, capaz chegar rapidamente à raiz do problema e avaliar qual parte da infraestrutura está sob ataque. Eles seguirão os procedimentos para remediar o problema e reparar qualquer falha, bem como sinalizar problemas para investigação adicional.

Nível 3

Os analistas de segurança especializados de alto nível procuram ativamente por vulnerabilidades na rede. Eles usam ferramentas avançadas de detecção de ameaças para diagnosticar pontos fracos e fazer recomendações para melhorar a segurança geral da organização.

Dentro desse grupo, também atuam especialistas, como investigadores forenses, auditores de conformidade ou analistas de segurança cibernética.

Nível 4

Composto por gerentes de alto nível e diretores com mais anos de experiência, este grupo supervisiona todas as atividades da equipe SOC e é responsável pela contratação e treinamento, além de avaliar o desempenho individual e geral.


Os profissionais do nível 4 atuam durante as crises e, especificamente, servem como elo entre a equipe SOC e o resto da organização. Eles também são responsáveis ​​por garantir a conformidade com os regulamentos da organização, do setor e do governo.


Quais são os três tipos de SOC mais comuns?

Existem três tipos mais comuns de SOC: interno, virtual e terceirizado. Entenda como cada um deles atua na organização:

  • SOCs internos: instalado em uma sala física onde todas as atividades são executadas, geralmente com uma equipe em tempo integral baseada no local.

  • SOCs virtuais: diferente do SOC interno, este não é local. Na prática, é formado por profissionais contratados ou em regime de meio período que trabalham juntos de maneira coordenada para resolver problemas conforme necessário. O SOC e a empresa definem parâmetros e diretrizes sobre como o relacionamento funcionará, e quanto suporte o SOC oferece pode variar dependendo das necessidades da organização.

  • SOCs terceirizados: nesse modelo, algumas ou todas as funções são gerenciadas por um provedor de serviços de segurança gerenciado externo (MSSP), especializado em análise e resposta de segurança. Em alguns casos, essas empresas fornecem serviços específicos para dar suporte a um SOC interno. Já em outros projetos, os SOCs terceirizados cuidam de tudo.


5 principais benefícios do SOC


Os SOC, também chamados de centros de controle de segurança, entregam tecnologia avançada para aumentar a proteção organizacional contra possíveis ataques físicos e virtuais. Os profissionais do SOC analisam e respondem a ameaças para que seus negócios e informações permaneçam seguros.


Os benefícios dos centros de operações de segurança incluem:


1. Proteção constante e resposta rápida:

Um SOC realmente eficaz funciona o dia todo, todos os dias, mesmo quando o restante das operações de negócios é interrompido.

Esse monitoramento contínuo ajuda a garantir que sua equipe de segurança detecte os primeiros sinais de atividade suspeita a qualquer hora do dia. Assim, os problemas podem ser eliminados e resolvidos em tempo, antes que tomem uma proporção maior.


2. Economia de custos:

Um tempo de resposta rápido diminui os custos potenciais que uma violação de segurança pode causar. Quando os invasores têm menos tempo para gastar em seus sistemas, eles podem causar menos danos.

A equipe de SOC também trabalha para minimizar o tempo de inatividade durante um ataque, ajudando você a evitar mais perdas.


3. Prevenção de ameaças:

Os SOCs vão além da simples detecção de ameaças. Ao realizar análises e atualizações consistentes, a equipe de SOC pode aprender como as ameaças funcionam e impedir que elas aconteçam em primeiro lugar.

Com maior visibilidade e controle sobre todos os sistemas da empresa, a equipe fica sempre um passo à frente dos problemas mais recentes.


4. Integração de segurança:

Um SOC completo pode se fundir com os sistemas de segurança que sua organização já usa, oferecendo maior proteção.

Essa abordagem colaborativa oferece aos departamentos existentes informações e responsabilidades refinadas, para que todos saibam como lidar com uma emergência e quando deixar o SOC assumir o controle.


5. Reputação comercial aprimorada:

Clientes, parceiros e outras empresas se sentem mais à vontade para se relacionar com outras companhias, quando sabem que suas informações, produtos e pessoas estarão seguros.

Os SOCs posicionam sua empresa como uma organização que prioriza a proteção e a segurança para todos.


Ao usar um SOC, os profissionais também se sentirão melhor ao concluir as operações do dia a dia, sabendo que toda uma equipe está pronta para ajudá-los com possíveis necessidades de segurança.


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page